Produção, composição química e degradabilidade ruminal in situ de cultivares de cana-de-açúcar

F. T. Pádua, C. A. A. Fontes, J. T. L. Thiébaut, B. B. Deminicis, J. C. C. Almeida, R. P. Araujo

Resumen


Foram avaliadas a produção, composição química e degradabilidade ruminal in situ de variedades de cana-de-açúcar in natura. Foram objeto do estudo as variedades: RB867515, RB835486, RB758540, RB72454, RB928064, RB845210, RB739735, RB855536, RB855113, RB835054, RB858927, RB765418, SP81-3250, SP80-1816, SP80-3280, SP90-3414, SP91-1049, SP80-1842, SP79-2233, SP90-1638, SP83-2847, SP83-5073, SP86-155 e CB44-74. Os aspectos agronómicos e a composição bromatológica foram avaliados em um delineamento em blocos casualizados com 4 repetições. Os resultados obtidos foram sub-metidos aos testes de normalidade, multi-coli-nearidade, componentes principais e agrupamento pelo teste de Scott Knott (p<0,05). As variáveis que mais contribuíram para discriminar os grupos foram: produção de biomassa por hectare (91,10%), fibra em detergente neutro (4,54%), fração indegradável (I) (3,27%) e hemicelulose (1,08%). A análise de agrupamento possibilitou discriminar três grupos de variedades de cana-de-açúcar. Foram selecionadas as variedades RB855536, RB835486 e SP80-1842.

Palabras clave


Análise de agrupamento. Componentes principais. Saccharum officinarum.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v61i235.2706

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2011 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494