Método prático e eficiente para estimar a área foliar de gramíneas forrageiras tropicais

L. F. Sousa, J. G. D. Santos, E. Alexandrino, R. M. Mauricio, A. D. Martins, J. T. L. Sousa

Resumen


O método aqui proposto, denomidado de Área Foliar – Universidade Federal do Tocantins (AFUFT) baseia-se em três medidas da folha (comprimento total, largura na base do limbo e largura no meio do limbo), decompondo-a em um triângulo e um trapézio para o calculo da AF. O AFUFT (método II) foi comparado com três métodos: método I – indireto, com uso de aparelho de interceptação luminosa (SunScan®); método III – segmenta as folhas em partes de 10 cm, seguido de medida da largura destes segmentos; método IV – utiliza-se scanners e programa computacional (aqui considerado como método padrão). As quatro metodologias foram testadas em blocos casualisados, sendo os blocos as 24 parcelas (4,0 m x 1,0 m) de Urochloa brizantha cv. ‘Marandu’. O método AFUFT apresentou os maiores coeficientes de correlação (r= 0,99; p<0,05) com o método padrão. Já o método I superestimou a AF e o índice de área foliar e o método III subestimou estas variáveis. Para estimativas de área foliar de gramínea forrageira, o método aqui apresentado é uma ferramenta promissora, prática e ágil, em relação aos demais métodos estudados.

Palabras clave


Estrutura do pasto. Fisiologia vegetal. Forragicultura. Metodologias. Pastagens.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v64i245.380

Enlaces refback



Copyright (c) 2015 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494