Glutamina e nucleotídeos na dieta de frangos de corte criados no sistema alternativo

K. C. Zavarize, J. R. Sartori, V. C. Pelícia, A. C. Pezzato, P. C. Araujo, A. C. Stradiotti, L. A. Madeira

Resumen


Objetivou-se avaliar o efeito da suplementação com glutamina e nucleotídeos na dieta sobre o desempenho e morfologia da mucosa intestinal de frangos de corte criados no sistema alternativo. Foram utilizados 600 pintos de corte machos distribuídos em delineamento em blocos casualizados, no esquema fatorial 3x2 (três níveis de glutamina: 0,0; 0,5 e 1,0% e dois níveis de nucleotídeos purificados na dieta: 0,0 e 0,04%), totalizando 6 tratamentos, com 4 repetições de 25 aves cada. Foram obtidos os dados de desempenho (peso corporal, ganho de peso, consumo de ração, conversão alimentar e mortalidade) aos 7, 21 e 42 dias de idade. Ao final do experimento foram abatidas 4 aves/tratamento para avaliação do peso de órgãos e da morfologia intestinal. A adição de 1% na dieta melhorou o ganho de peso, consumo de raçao e conversão alimentar na primeira semana de idade. Não sendo encontrados resultados positivos nos períodos de 21 e 42 dias de idade. A suplementação de glutamina e nucleotídeos em dietas de frangos de corte criados no sistema alternativo não influencia o desempenho e a morfologia intestinal, a inclusão de 1,0% de glutamina no período de 1 a 21 dias de idade, favorece o desempenho das aves.

Palabras clave


Desempenho. Morfologia intestinal.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v60i232.3976

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2010 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494