Efeito do uso de complexo enzimático em rações para frangos de corte

D. M. Cardoso, M. P. Maciel, D. P. Passos, F. V. Silva, S. T. Reis, F. S. Aiura

Resumen


Objetivou-se com este experimento avaliar os efeitos da suplementação de carboidrases de forma individual (a-amilase) ou associada ao complexo enzimático (a-galactosidase, galacto-mananase, xilanase e ß-glucanase), sobre o desempenho, rendimento de carcaça e viabilidade econômica em rações para frangos de corte. Foram utilizados 576 pintos de corte, fêmeas, da linhagem Cobb, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado constituído por 4 tratamentos e 6 repetições de 24 aves cada. As rações foram formuladas à base de milho e farelo de soja, sendo os tratamentos constituídos por CP= ração-controle-positivo; CN= ração-controle-negativo, com redução em 35 Kcal na fase inicial e 70 Kcal/kg de ração para as fases de crescimento e final; RA= ração reformulada com amilase exógena (isonutriente a CP) e RE= ração reformulada com a-amilase exógena e complexo enzimático (isonutriente a CP). A matriz nutricional da amilase exógena na ração RA foi de 116,67 Kcal/kg na fase inicial e 233,34 Kcal/kg nas fases de crescimento e final. Para a ração RE a matriz nutricional da amilase exógena foi de 116,67 Kcal/kg na fase inicial e 200,00 Kcal/kg nas fases de crescimento e final. Houve valoração dos ingredientes milho e farelo de soja em 1,5 e 6% na EMAn, respectivamente e 2% nos aminoácidos limitantes para ambos ingredientes. As médias de desempenho foram avaliadas nos períodos de 1 a 21, 1 a 35 e 1 a 42 dias. A avaliação de rendimento de carcaça e cortes, bem como a viabilidade econômica foi avaliada aos 42 dias. O consumo de ração, em todos os períodos, não diferiu signi-ficativamente entre os tratamentos avaliados (p>0,05). Da mesma forma, o ganho de peso no período total, de 1 a 42 dias, não ocasionou diferença entre os tratamentos. A pior conversão alimentar e fatores de produção (p<0,05) foram obtidos pelos animais submetidos à ração com complexo enzimático. Não houve diferença significativa no rendimento de carcaça e de nenhum corte avaliado (p>0,05). A utilização de complexo enzimático associado à enzima exógena a-amilase piora o desempenho e gera mesma resposta econômica na produção de frangos de corte, sem alterar o rendimento de carcaça e de seus cortes.

Palabras clave


Desempenho. Rendimento de carcaça. Viabilidade econômica.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v60i232.3990

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2010 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494