Desenvolvimento do sistema digestório de frangos de corte alimentados com farinha de batata doce

J. K. Nunes, F. M. Gonçalves, H. M. Dallmann, F. P. Gentilini, M. A. Anciuti, F. Rutz, J. C. Maier, J. G. C. Silva

Resumen


Foi avaliado o desenvolvimento do sistema digestório de frangos de corte alimentados com farinha de batata doce em substituição parcial ao milho, com ou sem suplementação de um complexo enzimático. Cento e cinquenta pintos de um dia de idade, machos, da linhagem Cobb, foram alojados em 40 boxes de duas baterias metálicas onde permaneceram até os 28 dias de idade. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso em arranjo fatorial 3 x 2, com três níveis de farinha de batata doce (0, 20 e 40%) e dois do complexo enzimático (0 e 200 g/ton), com 5 repetições de 5 aves por tratamento. Aos 14, 21 e 28 dias de idade, foram pesadas e sacrificadas por deslocamento crânio-cervical, 5 aves por tratamento, para avaliação alométrica do coração, fígado, proventrículo e moela e biométrica do duodeno, jejuno, íleo, cólon-reto e cecos. Os dados foram submetidos à análise da variação e regressão polinomial. O aumento de farinha de batata doce em substituição ao milho na dieta de frangos de corte interfere negativamente no peso corporal e no desenvolvimento de órgãos. A suplementação do complexo enzimático não influencia a alometria de órgãos e a biometria intestinal dos frangos de corte.

Palabras clave


Alimentação alternativa. Alometria. Biometria.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v60i232.3995

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2010 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494