Uso de aditivos microbianos de inclusão direta para vacas leiteiras no terço médio da lactação

A.H.C.P. Bello, C.F.A.L. Lage, V.M.R.M. Malacco, O.F. Zacaroni, M.N. Pereira, R.B. Reis

Resumen


Quinze vacas Holandês, com 156±53 dias em lactação, produção média de leite 31,4±0,5 kg/d e peso corporal médio de 665±16 kg foram utilizadas com o objetivo de avaliar o uso de aditivos microbianos na dieta. O delineamento experimental adotado foi o de quadrado latino 3 x 3, com cinco repetições. Os tratamentos foram: DFM-B (Ruminobacter amylophilum, Ruminobacter succinogenes, Succinovibro dextrinsolvens, Bacillus cereus, Lactobacillus acidophilus, Enterococus faecium em carbonato de cálcio); DFM-BL (Bactérias e veículo inerte associado a 6x109/g de células vivas e 2x108/g de células mortas de Sacharomyces cerevisiae) ou Controle - 10g de carbonato de cálcio. Os aditivos foram fornecidos em cápsulas por ingestão forçada duas vezes ao dia. A suplementação de animais em terço médio de lactação com DFM-B ou DFM-BL não alterou o consumo, produção e composição de leite, eficiência alimentar, peso e escore de condição corporal. No entanto, animais suplementados com DFM-B tenderam a ter menor pH ruminal, menor excreção de alantoína na urina, maior Nitrogênio ureico no leite (NUL) e menor digestibilidade da matéria seca. Animais suplementados com DFM-BL tenderam a ter menor contagem de células somáticas no leite e maior tempo de mastigação diária, sugerindo que a suplementação associada de bactérias e leveduras tem maior potencial benéfico do que a utilização de apenas bactérias.

Palabras clave


Nutrição animal. Microrganismo. Rúmen.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v68i262.4143

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2019 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494