Zoometria como ferramenta de caracterização morfoestrutural genética em fêmeas da raça Sindi no Brasil

T. M. Mariz, S. Gonzaga Neto, E. P. Pimenta Filho, M. N. Ribeiro, P. E. Givisiez, E. P. Cândido, L. R. Bezerra, D. M. Lima Júnior

Resumen


Este trabalho foi executado com a finalidade de acrescentar elementos objetivos na avaliação das diferenças genéticas entre as duas bases conhecidas da raça Sindi no Brasil. Para isso, realizou-se a caracterização zoométrica de vacas Sindi utilizando medidas cranianas, morfoestruturais e índices corporais de fêmeas adultas de cinco rebanhos formados a partir das duas bases. Os dados foram submetidos a uma análise de variância e teste de médias (Tukey, 5 % de probabilidade) e posteriormente a uma análise multivariada de componentes principais. Verificou-se diferença estatística significante entre as médias obtidas para a maioria das características estudadas, principalmente nas medidas morfoestruturais e nos índices corporais, demonstrando claramente a formação de grupos distintos em relação à base de formação genética dos rebanhos, o que sugere a presença de duas linhas genéticas distintas da raça no Brasil.

Palabras clave


Classificação linear. Linhagem. Zebuínos.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v65i249.443

Enlaces refback



Copyright (c) 2016 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494