Fatores que afetam o bem-estar de bovinos durante o período pré-abate

F. S. Mendonça, R. Z. Vaz, O. A. D. Costa, G. V. B. Gonçalves, S. M. Moreira

Resumen


A cadeia produtiva da carne bovina tem evoluído nos últimos anos em direção à diferenciação de produtos de qualidade. Os sistemas de produção começaram a gerar produtos diferenciados, que forçaram os frigoríficos a buscar e remunerar pela qualidade dos animais. Entretanto, problemas logísticos e de manejo têm prejudicado a cadeia produtiva, no sentido de gerarem perdas nos produtos acabados. As contusões nas carcaças representam as principais perdas para o frigorifico, pois, a medida que removidas na linha de abate, ocasionam quedas de rendimento de carcaça, danos à cortes e consequentemente diminuição da qualidade da carcaça. Ocasionadas no animal ainda vivo, as contusões são reflexo de problemas durante o manejo pré-abate, problemas nas instalações e/ou das características dos animais, no entanto sua verificação é possível apenas após a retirada do couro, tornando difícil avaliar o momento em que ocorrem. Objetivou-se no presente estudo, através de revisão bibliográfica, identificar as principais causas de contusões em carcaças bovinas durante a etapa de pré-abate enfatizando pontos críticos relacionados ao manejo na propriedade, transporte, descanso ou jejum pré-abate e características relacionadas aos animais.

Palabras clave


Abate humanitário. Estresse pré-abate. Frigorifico. Transporte.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v65i250.500

Enlaces refback



Copyright (c) 2016 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494