Resíduo da polpa de goiaba em dietas para codornas

S.R.V. Lana, L.C.L. Silva, G.R.Q. Lana, A.P.A. Leão, R.F. Barros Jr., T.M.C. Santos, D.S. Santos

Resumen


Objetivou-se avaliar a inclusão do resíduo de polpa de goiaba em dietas de codornas de corte sobre o desempenho produtivo, rendimento de carcaça, e viabilidade econômica, aos 42 dias de idade. Foram utilizadas 250 codornas europeias, não sexadas, de um dia de idade, distribuídas em delineamento experimental inteiramente casualizado com cinco níveis de inclusão (0,0; 3,0; 6,0; 9,0 e 12,0%) de resíduo de goiaba, com cinco repetições e 10 aves por unidade experimental. As variáveis avaliadas durante o período experimental foram: consumo de ração (CR), ganho de peso (GP) e conversão alimentar (CA), rendimento de carcaça, de cortes e visceras. Não foram observadas diferenças significativas (P>0,05) para o ganho de peso, o consumo de ração e conversão alimentar das aves durante o período de um a 42 dias de idade. Os pesos absolutos e os rendimentos de carcaça, cortes nobres (peito, coxa e sobrecoxa), vísceras comestíveis e gordura abdominal das aves não foram influenciados (P>0,05) pelos níveis de inclusão do resíduo de polpa de goiaba às dietas. O resíduo de polpa de goiaba pode ser utilizado como ingrediente alternativo nas dietas de codornas europeias, até o nível de 3% de inclusão, sem comprometer o desempenho produtivo, o rendimento de carcaça das aves e a viabilidade econômica.

Palabras clave


Coturnicultura. Psidium guajava L.. Subproduto da agroindústria.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v69i266.5107

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2020 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494