Diferentes quantidades de ração pré-inicial para aves

G.G. Songalli, R.V. Nunes, J. Broch, C. Souza, C. Eyng

Resumen


O experimento teve como objetivo avaliar o desempenho, peso relativo dos órgãos do trato gastrointestinal e morfometria do jejuno de frangos de corte aos 21 dias, alimentados com diferentes quantidades de ração pré-inicial. Foram utilizados 576 pintos de corte distribuídos em um delineamento experimental inteiramente casualizado, contendo quatro tratamentos, que consistiram do fornecimento de diferentes quantidades de ração pré-inicial (100, 200, 300 e 400 gramas), com seis repetições. Ao término do consumo das respectivas quantidades de ração, as aves de cada unidade experimental passaram a receber uma ração inicial única, a base de milho e farelo de soja, até os 21 dias de idade. Os resultados obtidos foram submetidos à análise de variância e regressão polinomial ao nível de 5% de probabilidade. Houve efeito linear crescente (P<0,05) para conversão alimentar, havendo piora na conversão conforme aumento da quantidade de ração pré-inicial fornecida. O fornecimento de 100 gramas de ração pré-inicial proporcionou melhor conversão alimentar aos 21 dias de idade, sem interferir no desenvolvimento do trato gastrointestinal das aves.

Palabras clave


Avicultura. Desempenho. Morfometria intestinal. Nutriçao.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v69i266.5121

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2020 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494