Avaliação de folhas de gliricidia sepium (JACQ.) walp por ovinos

B. M. Costa, I. C. V. Santos, G. J. C. Oliveira, I. G. Pereira

Resumen


O objetivo deste trabalho foi avaliar folhas frescas de Gliricidia sepium (GS) por ovinos da raça Santa Inês através das seguintes variáveis: consumo de matéria seca total (CMST), ganho de peso diário (GPD), ganho de peso total (GPT) e conversão alimentar (CA). Utilizou-se 16 ovinos, peso inicial de 18 kg e faixa etária de 4 a 6 meses, confinados por 98 dias, distribuídos em baias individuais, submetidos aos seguintes tratamentos, segundo um delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições: T1= capim elefante (Pennisetum purpureum Schum. cv. Napier), à vontade, com 45 dias de idade; T2= folhagem fresca de GS (2% sobre o peso vivo, na base de matéria seca) + capim elefante à vontade; T3= folhagem fresca de GS (4% sobre o peso vivo, na base de matéria seca) + capim elefante à vontade e T4 = folhagem fresca de GS, à vontade. A GS e o capim-elefante apresentaram, respectivamente, a seguinte composição química: 23,11 e 22,11% de MS; 24,11 e 12,00% de PB; 0,90 e 0,59% de Ca; 0,16 e 0,20% de P; 38,81 e 61,64% de FDN; 24,30 e 34,42% de FDA. Não foram encontradas diferenças significativas (p>0,05) para o consumo de matéria seca total (CMST) nas dietas exclusivas (T1 e T4) com valores de 75,29 kg e 65,83 kg, respectivamente. Os tratamentos T2 e T3, com dietas mistas, apresentaram CMST superiores (p<0,05) aos de dietas exclusivas, com valores de 91,93 e 106,03 kg, respectivamente. A inclusão de folhas de GS em todos os níveis estudados promoveu GPD e GPT superiores (p<0,05) àquele observado quando do consumo exclusivo de capim-elefante. Entretanto, as dietas mistas T2 e T3 apresentaram valores de GPD e GPT semelhantes (p>0,05). Os valores de conversão (CA) para os tratamentos T2, T3 e T4 foram similares (p>0,05), porém a dieta T1 apresentou uma CA significativamente maior que as demais (p<0,05). Folhas de GS como fonte exclusiva de alimento são consumidas por ovinos da raça Santa Inês. Sua inclusão como suplemento em dietas de capim-elefante eleva o ganho de peso dos animais e melhora a conversão alimentar.

Palabras clave


Consumo de matéria seca. Conversão alimentar. Ganho de peso.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v58i221.5318

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2007 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494