Associações entre características andrológicas e de carcaça em touros Nelore

D. T. Lopes, M. A. O. Viu, H. T. Ferraz, A. S. Mascioli, A. F. M. Viu, L. R. O. Dias, K. J. G. Santos, C. U. Magnabosco

Resumen


Objetivou-se com este estudo verificar a existência de associações genéticas entre características de carcaça e características andrológicas em touros Nelore jovens. Realizou-se avaliação andrológica e da carcaça de 223 machos Nelore com média de 21 meses de idade. Para estimação dos parâmetros genéticos utilizou-se a inferência bayesiana por meio do software THRGIBBS1F90. As estimativas de herdabilidade obtidas para DEFMAI, DEFMEN, DEFTOT, AR, AOL, EG e P8 foram 0,33; 0,20; 0,21; 0,35; 0,32; 0,28 e 0,29, respectivamente. As estimativas de correlação genética de DEFTOT com AOL, EG e P8 foram –0,46; –0,28 e –0,19, respectivamente; já de AR com estas mesmas características foram –0,60; –0,03 e –0,12, respectivamente. Os resultados obtidos neste estudo demonstram haver resposta correlacionada favorável entre as características reprodutivas e de carcaça estudadas.

Palabras clave


Correlação genética. Qualidade seminal. Zebuínos.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v63i243.533

Enlaces refback



Copyright (c) 2014 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494