Influencia da farinha de manga no crescimento e composição corporal da tilápia do nilo

R. C. Souza, J. F. B. Melo, R. M. Nogueira Filho, D. F. B. Campeche, R. A. C. R. Figueiredo

Resumen


A farinha de manga com cascas foi avaliada como fonte de carboidrato em substituição ao milho para o crescimento de alevinos de tilápia e composição química da carcaça. Foram utilizados 180 peixes (4,69 ± 0,06 g) estocados em 12 caixas de 500 L, alimentados três vezes ao dia (6 % peso vivo), em um sistema de recirculação de água com biofiltro. Foram testadas quatro dietas com diferentes concentrações de farinha de manga T1= dieta com 30 % de milho; T2= 33 % substituição milho por manga; T3= 66 % substituição milho por manga e T4= 100 % de substituição do milho pela manga com três repetições. Ao final de 45 dias, foram avaliados o desempenho zootécnico (peso médio final, ganho de peso médio final, taxa de crescimento específico, consumo de ração aparente, conversão alimentar aparente, rendimento de carcaça, sobrevivência) e composição química da carcaça. Os níveis de farinha de manga em substituição ao milho afetaram todas as variáveis de desempenho a partir de 33 % de substituição (p<0,05), com exceção da sobrevivência e o rendimento de carcaça (p>0,05). Os valores da composição química da carcaça foram alterados com exceção da matéria mineral. A farinha de manga em substituição ao milho pode ser utilizada em até 33 % na ração da tilápia do Nilo sem prejudicar o desempenho zootécnico e a composição química da carcaça.

Palabras clave


Alimento alternativo. Farinha de fruta. Nutrição de peixes. Oreochromis niloticus.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v62i238.664

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2012 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494