Comparação das peles de tilápia do nilo, pacu e tambaqui: histologia, composição e resistência

M. L. R. S. Franco, N. P. Franco, E. Gasparino, D. M. Dorado, M. Prado, A. P. D. Vesco

Resumen


O objetivo deste trabalho foi comparar as peles de tilápia (Oreochromis niloticus), pacu (Piaractus mesopotamicus) e tambaqui (Co-lossoma macroporum) quanto à histologia, composição centesimal, características físico-química e físico-mecânica. Para tanto foram utilizados 10 kg de peles de cada espécie. Todas as peles seguiram a mesma metodologia de curtimento, sendo todas processadas em fulão. Foram realizadas análises histológicas e de composição nas peles in natura, e após o curtimento foram utilizados 20 couros de cada espécie para obtenção dos corpos-de-prova de cada tratamento para análises físico-química e físico-mecânica. A pele de tilápia do Nilo apresentou lamélulas maiores que as demais espécies analisadas, entretanto, a camada mais profunda da derme desta espécie apresenta feixes de fibras colágenas mais finas no sentido transversal a superfície da pele, enquanto nas peles de pacu e tambaqui observou-se fibras colágenas mais espessas no sentido longitudinal e grossos feixes de fibras colágenas no sentido transversal a superfície da pele. A pele de tilápia do Nilo apresentou maior teor de umidade (67,14 %), lipídeos (1,96 %) e cinzas (1,82 %), entretanto a pele dessa espécie foi a que apresentou menor teor de proteína bruta (29,08 %). Maior teor de proteína bruta foi encontrado nas peles de tambaquis (35,70 %). Os couros de tilápia do Nilo apresentaram menor espessura (0,68 mm), resistência à tração (11,86 N/mm2), rasgamento progressivo (40,18 N/mm), menor elasticidade (52,63 %) e menor força máxima (81,06 %) comparada aos couros de pacu e tambaqui. Sendo o couro de tambaqui, o de maior espessura (0,89 mm) e resistência para as variáveis analisadas (tração= 29,49 N/mm2, rasgamento progressivo= 80,01 N/mm e força máxima=224,25). Os couros de tilápia são menos resistentes que os de pacu e tambaqui; os couros de tambaqui, poderiam ser destinados à confecção de vestuários, e os couros das três espécies apresentam a espessura dentro do recomendado para confecção de luvas e vestimentas.

Palabras clave


Testes de resistência. Testes físico-químicos.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v62i237.752

Enlaces refback



Copyright (c) 2012 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494