Fotoperíodo e frequência alimentar na larvicultura do acará-bandeira Pterophyllum scalare

L. Veras, E. Soares, J. Brabo, R. Paixão, M. Dias, M. Alves, M. Murgas, M. Campelo

Resumen


O fotoperíodo é um dos mais importantes fatores que afeta a estratégia alimentar, seguindo determinados biorritmos, como por exemplo, o ritmo circadiano. Desta forma, com o trabalho objetivou-se avaliar o efeito do fotoperíodo e frequência alimentar sobre a uniformidade, sobrevivência e crescimento de larvas de acará-bandeira (Pterophyllum scalare). Em 40 recipientes plásticos de 1L, 360 larvas (6,9 ± 0,31mm e 3,8 ± 0,08 mg) foram distribuídas aleatoriamente em um delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 5 x 2 com quatro repetições, cinco fotoperíodos (0L:24E; 6L:18E; 12L:12E; 18L:6E e 24L:0E) e duas frequências alimentares (duas e quatro vezes/ dia). A alimentação foi realizada na proporção de 1000 náuplios de Artemia/larva/dia, por um período de 15 dias. O fotoperíodo influenciou apenas o crescimento das larvas (p<0,05), não influenciando a uniformidade e sobrevivência destas (p>0,05). Larvas submetidas ao fotoperíodo de 24L:0E apresentaram maior crescimento. Assim, visando um rápido desenvolvimento larval e facilidade do manejo, o fotoperíodo 24L:0E, com alimentação duas vezes/dia é o mais indicado para a criação de larvas de acará-bandeira.

Palabras clave


Artemia. Ritmo circadiano. Peixe ornamental.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v65i252.1930

Enlaces refback



Copyright (c) 2016 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494