Atualidades nos mecanismos de ação, diagnóstico e controle do Actinobacillus pleuropneumoniae nas infecções de suínos

K.A. Nascimento, D.A. Pereira, A.C.R. Santos, L.G. Oliveira

Resumen


A pleuropneumonia suina (PPS) é uma doença infectocontagiosa causada pelo Actinobacillus pleuropneumoniae (APP), sendo classificado em 16 sorovares. É uma enfermidade de distribuição mundial, que afeta leitões entre dois e seis meses. Os fatores de virulência do APP que estão relacionados com o desenvolvimento da doença são inúmeros e sua relação com a patogenia e sinais clínicos da doença não está totalmente elucidada. Esses fatores são importantes para entender os mecanismos utilizados pela bactéria para causar a enfermidade, entre eles se destacam: as toxinas RTX e Apx, os fatores capsulares, as fímbrias e adesinas, os lipopolissacarídio, as hemolisinas, as citotoxinas e os fatores de permeabilidade. Os métodos diagnósticos mais utilizados são isolamento, ELISA, PCR e microarrays. O controle baseia-se no tamanho do rebanho, grau de infecção, vacinação e medidas sanitárias para eliminar a bactéria. Dessa forma, o objetivo dessa revisão é apresentar atualizações sobre os principais fatores de virulência e patogenia da doença.

Palabras clave


Pleuropneumonia. Fatores de virulência. Patogenia. Diagnóstico. Controle.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v65i252.1935

Enlaces refback



Copyright (c) 2016 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494