Efeito do feno de flor-de-seda sobre a carcaça e constituintes corporais de cordeiros morada nova

N. V. Silva, R. G. Costa, A. N. Medeiros, P. S. Azevedo, F. F. R. Carvalho, G. R. Medeiros, M. S. Madruga

Resumen


Avaliou-se a utilização do feno de flor-de-seda (Calotropis procera SW) (FFS) em cordeiros Morada Nova em confinamento. Utilizaram-se 32 cordeiros com peso vivo inicial de 12,72±1,99 kg e de abate 19,29±2,25 kg, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado com 4 tratamentos (0%, 15%, 30% e 45% de FFS) e oito repetições. O aumento dos níveis de FFS diminuiu a conformação da carcaça (2,31; 2,58; 2,17; 1,81 pontos), perímetro da coxa (33,38; 32,17; 32,17; 30,00 cm), compacidade da carcaça (0,18; 0,18; 0,17; 0,15 cm), meia carcaça reconstituída (4,52; 4,63; 4,43; 3,69 kg), lombo (0,66; 0,69; 0,64; 0,50 kg), paleta (0,83; 0,86; 0,80; 0,67 kg) e costela (1,13; 1,09; 1,05; 0,84 kg), mas aumentou o linearmente os pesos da perna (30,98; 30,81; 31,60; 34,47 kg) e a gordura mesentérica (1,02; 0,65; 1,17; 1,42%). A inclusão de FFS na dieta promoveu efeito sobre as medidas da carcaça e seus rendimentos, assim como o rendimento dos cortes comerciais e componentes não-cons-tituintes da carcaça. Estima-se que a inclusão de até 30% de FFS na dieta é relevante na manutenção das boas características de carcaça em regiões onde se tenha oferta desta forragem.

Palabras clave


Calotropis procera. Carne. Gordura.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v61i233.2942

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2010 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494