Teor proteico e mineral das silagens de sorgo consorciadas com gramíneas aditivadas com ureia

S.S. Cruz, I.M. Pascoaloto, M. Andreotti, G.C. Lima, J.V.F. Lattari, D.A. Soares, G.N. Morais, L. Dickmann

Resumen


O conhecimento da dinâmica de cultivo do sorgo consorciado com forrageiras tropicais para produção de silagem é importante tanto para a nutrição animal, visando a qualidade do alimento, como para a sustentabilidade do sistema de produção agrícola. Seguindo essa lógica, o objetivo desta pesquisa foi avaliar os teores de proteína bruta e de macronutrientes das silagens de sorgo forrageiro em cultivo solteiro ou em consórcio com capim-marandu ou capim-mombaça, acrescidas de doses de ureia no momento da ensilagem. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, em fatorial 3 x 5, com os três tipos de silagem (sorgo forrageiro em monocultivo, consorciado com Urochloa brizantha cv. Marandu ou com o Megathyrsus maximus cv. Mombaça) e cinco doses de ureia como aditivo na ensilagem (0; 2,5; 5,0 e 7,5%). Foram determinados os teores de proteína bruta e de macronutrientes (P, K, Ca, Mg e S) antes e após o processo de ensilagem. A adição de doses até 7,5% de ureia no material a ser ensilado é eficiente em aumentar o teor de proteína bruta e de enxofre da silagem. As silagens de sorgo forrageiro consorciado com capim-marandu e capim-mombaça apresentaram maiores teores de proteína bruta, fósforo e potássio que a silagem de sorgo em monocultivo quando não há adição de ureia.

Palabras clave


Consórcio. Megathyrsus maximus. Urochloa brizantha.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v68i262.4144

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2019 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494