Diferentes níveis proteicos no crescimento de juvenis de Macrobrachium pantanalense

E. Freitas, F. Passos, L. Hayd

Resumen


O camarão de água doce do Pantanal, Macrobrachium pantanalense, é uma espécie promissora para ser utilizada na aquicultura ornamental. O objetivo deste estudo foi avaliar o crescimento de juvenis de M. pantanalense submetidos a dietas contendo diferentes níveis proteicos. O delineamento experimental foi ao acaso, contendo 4 tratamentos (30, 35, 40 e 45 % PB), com 5 repetições, utilizando 5 animais em cada unidade experimental. Juvenis com peso médio inicial de 0,13±0,02 g e comprimento total médio de 25,44±2,15 mm foram cultivados em 20 tanques de 10 litros em sistema de recirculação fechado dinâmico durante 90 dias. Após o término do cultivo, os animais foram mensurados e os dados submetidos à análise de variância (ANOVA). Não foram encontradas diferenças significativas (p>0,05) entre os tratamentos para comprimento total (mm), peso final (g e %), taxa de crescimento específico (%/dia) e conversão alimentar aparente. Sendo assim, indicamos o nível de 30 % de PB para o cultivo de juvenis de M. Pantanalense, considerando o mesmo crescimento em relação aos demais níveis proteicos avaliados e por apresentar o menor custo para a confecção da ração.

Palabras clave


Camarão de água doce. Comprimento. Desenvolvimento. Nutrição. Proteína.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v65i249.440

Enlaces refback



Copyright (c) 2016 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494