Composição botânica da dieta e protozoários do rúmen de ovinos.

I. Martinele, G. R. A. Santos, D. S. Matos, A. M. V. Batista, M. Agosto

Resumen


Objetivou-se neste trabalho determinar a influência estacional sobre a composição botânica da dieta e nos protozoários do rúmen de cinco ovinos mestiços Santa Inês providos de fístulas ruminais e mantidos em pastagens naturais de vegetação de Caatinga, Estado de Pernambuco, Brasil. As amostras foram coletadas em julho de 2005 e janeiro de 2006, compreendendo, respectivamente, as estações chuvosa e seca. A composição botânica da dieta foi determinada através de amostras de extrusa coletadas via fístula ruminal, que após serem analisadas indicaram que durante a estação chuvosa as espécies vegetais mais comuns na dieta dos animais são herbáceas e gramíneas (88%), com Herissantia tiubae representando 51,7% do total. Na estação seca a dieta consistiu de espécies arbustivas (67,4%), comumente Capparis yco (26,3%) e Bauhinia cheilantha (22,3%). Sob tais condições, foram também verificadas variações nas populações de protozoários ruminais, os quais apresentaram maior concentração total (p<0,05) durante a estação chuvosa. Populações do gênero Entodinium predominaram em ambas estações, embora tenham apresentado decréscimo (p<0,05) durante a estação seca, assim como os gêneros Epidinium e Eremoplastron. Dasytricha, Diploplastron, Eudiplodinium e Isotricha apresentaram maior concentração (p<0,05) na estação seca.

Palabras clave


Caatinga. Ovinos mestiços Santa Inês. Estação seca. Protista. Estação chuvosa. Condições climáticas.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v59i226.4731

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2008 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494