Aspectos agronômicos e bromatológicos de leguminosas forrageiras no nordeste brasileiro.

V. I. Teixeira, J. C. B. Dubeux , M. V. F. Santos , M. de A. Lira , M. de A. Lira, H. M. S. Silva

Resumen


O trabalho objetivou avaliar aspectos agronômicos e bromatológicos de nove leguminosas forrageiras herbáceas na zona da Mata Seca de Pernambuco. As leguminosas estudadas foram: Calopogonium mucunoides Desv, Clitoria ternatea L., Desmodium heterocarpon (L.) DC. subsp. ovalifolium (Prain) Ohashi cv. Itabela, Arachis pintoi Krap e Greg. cv. Amarillo, Pueraria phaseoloides (Roxb.) Benth, Stylosanthes guianensis (Aubl.) Sw. cv. Bandeirante, cv. Cook e cv. Mineirão e Stylosanthes macrocephala Ferreira e Sousa Costa cv. Pioneiro. Foram avaliadas as seguintes variáveis: cobertura do solo, altura da planta, produção de matéria verde, stand, relação folha/caule, produção de sementes, teores de fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), hemicelulose, celulose, lignina, proteína bruta (PB) e matéria mineral (MM) das folhas e caules. Foram realizados quatro cortes, sendo utilizada intensidade de 0 cm para o primeiro corte e 5 cm para os demais. O delineamento foi blocos casualizados com três repetições. A maior produção de MV acumulada foi de 45,6 t/ha/432 dias apresentada pela C. ternatea que também apresentou um dos maiores teores de PB, tanto para a folha (27,4%) quanto para o caule (11,5%). Aos 43 dias após o transplantio, o C. mucunoides foi a leguminosa que apresentou a maior porcentagem de solo coberto. Durante o período experimental (432 dias) não foi observado florescimento dos S. guianensis, enquanto que C. mucunoides, C. ternatea e S. macrocephala apresentaram maior potencial de produção de sementes. A. pintoi, C. ternatea e C. mucunoides mostraram grande potencial para produção de forragem nesta região, com a C. ternatea apresentando os resultados mais promissores quanto à composição química.

Palabras clave


Altura da planta. Doenças. Florescimento. Pragas. Sementes. Composição química.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v59i226.4739

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2008 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494