Efeitos da ingestão diária de leite in natura produzido por vacas criadas em diferentes sistemas de menejo sobre variáveis sanguíneas, saúde intestinal e ganho de peso em um modelo animal

V. Glombowsky, N.M. Soldá, G. Campigotto, A. Volpato, R.R. Gebert, J.H. Reis, A. Gris, R.E. Mendes, A.S. Da Silva

Resumen


O objetivo do presente estudo foi avaliar se o leite de vaca produzido em diferentes sistemas (confinamento ou a pasto) quando consumido interfere em parâmetros sanguíneos e saúde intestinal, assim como a importância do consumo leite diária no crescimento do animal, modelo experimental. Para isso, foram utilizados leite in natura oriundo de duas propriedades com diferentes sistemas de criação (Free Stall – confinado; extensivo - a pastagem) comparado ao leite pasteurizado (UHT), usado como controle. A composição centesimal dos leites foi analisada, separado em alíquotas e posteriormente congelado. 28 ratos foram usados como modelo experimental (modelo animal), por um período de 30 dias, sendo estes divididos em quatro grupos com sete animais cada: leite das vacas criadas no sistema Free Stall (GFS), leite das vacas criadas no sistema a pasto (GP), leite das vacas pasteurizado (GUHT), e animais sem consumo de leite (GC). Volume de 0,7 mL de leite foi oferecido diariamente. Quando comparado ao grupo controle (GC) verificamos diferença (P<0.05) para as seguintes variáveis no soro e grupos: níveis de proteína maior – GUHT e GP; níveis de albumina maior – GP e GFS; níveis de globulinas maior – GUHT; níveis de ureia maior – GUHT, GP e GFS; níveis de glicose menor – GP; níveis de triglicerídeos maior nos grupos que receberam leite – GP, GFS e GUHT; e níveis de colesterol maior – GP. O tamanho da vilosidade não diferiu entre os grupos (P>0.05), no entanto, o tamanho de cripta foi maior nos grupos GP e GFS (P<0.05). Os animais que receberam leite tiveram maior ganho de peso (P<0.05) comparado ao GC. Assim, concluímos que o fornecimento de leite com diferentes composições afeta variáveis sanguíneos distintos, que estimulou o aumento de cripta e ganho de peso.

Palabras clave


Sistema de produção. Free Stall. Pastagem. Bioquímica sérica.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v68i264.4999

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2019 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494