Desempenho de cordeiros cruzados em Alagoas, Brasil

L. P. Rocha, A. B. Fraga, J. T. Araújo Filho, R. F. Figueira, K. M. G. Pacheco, F. L. Silva, D. S. Rodrigues

Resumen


O objetivo deste trabalho foi avaliar cordeiros provenientes de cruzamentos e estimar alguns efeitos de ambiente que afetam o desempenho desses animais em um plantel de ovinos deslanados no Estado de Alagoas. As características estudadas foram peso ao nascer, aos 15, 30 e 45 dias de idade. Foram incluídos os efeitos de tipo de parto (simples ou múltiplos), sexo do produto, genótipo (Santa Inês (SI), Dorper x Santa Inês (DxSI), Cabugi x Santa Inês (CxSI) e Mestiço x Santa Inês (MxSI)) e grupo de contemporâneos (mês e ano de nascimento) em 128 informações de parições. As médias de peso ao nascer para os cordeiros SI, D x SI, C x SI e M x SI foram de 3,32; 3,59; 2,95 e 3,28 kg, respectivamente. As médias de peso aos 45 dias de idade para os cordeiros SI, D x SI, C x SI e M x SI foram 9,09; 9,17; 10,58 e 9,08 kg respectivamente. O efeito de tipo de parto foi significativo para todas as variáveis em estudo indicando que animais oriundos de partos simples apresentaram pesos superiores na pré desmama. Os efeitos de sexo e genótipo não foram significativos para nenhumas das características. O grupo de contemporâneos foi significativo apenas para peso ao nascer.

Palabras clave


Peso ao nascer. Cabugi. Dorper. Santa Inês.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v58i221.5334

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2007 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494