Degradabilidade in situ das silagens de variedades de cana-de-açúcar com aditivos

G. W. V. Silva, V. R. Rocha Júnior, W. J. B. Rocha, S. T. Reis, D. A. A. Pires, A. P. S. Antunes, S. H. C. Almeida Filho, L. M. Oliveira, L. A. Caldeira, V. M. de Souza

Resumen


Objetivou-se com este trabalho avaliar a degradabilidade in situ da matéria seca, proteína bruta e fibra em detergente neutro das silagens de variedades de cana-de-açúcar com aditivos. A avaliação da degradabilidade foi realizada segundo um delineamento em blocos casualizados, em esquema fatorial 2 x 6 sendo duas variedades de cana (IAC 86-2480 e RB 86-7515), e cinco aditivos (ureia, NaOH, CaO, milho grão moído e Lactobacillus buchneri), mais a silagem-controle, com 3 blocos (animais). A fração solúvel e a degradabilidade efetiva da matéria seca das silagens com NaOH e CaO aumentaram. A fração solúvel e a de-gradabilidade efetiva da proteína bruta foram maiores nas silagens com ureia. A degradabilidade efetiva da fibra em detergente neutro das duas variedades foi maior nas silagens com NaOH e CaO. As silagens com NaOH e CaO são de melhor valor nutricional, pois apresentam maior de-gradabilidade efetiva da matéria seca e fibra em detergente neutro. A variedade IAC 86-2480 apresenta melhor valor nutricional em relação à RB 86-7515, devido à maior degradabilidade efetiva da matéria seca.

Palabras clave


Degradabilidade efetiva. Degradabilidade potencial.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.21071/az.v63i241.574

Enlaces refback



Copyright (c) 2013 Archivos de Zootecnia



DESCARGA NUESTRA APLICACIÓN PARA SMARTPHONES

Haz click y sigue las intrucciones

Aplicación Móvil y Shorcut para Apple

Copyright

Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Editorial

UCOPress. Cordoba University Press (UCOPress Editorial Universidad de Córdoba)

ISSN: 1885-4494